Missão do Instituto Jesus Maria José em Angola

“Jesus Cristo deu início a sua missão de
enviado do Pai anunciando aos homens
o Evangelho da Conversão” (CC 68)

Ao falar de missão temos que entender, antes de mais, o significado da palavra. Na sua etimologia missão vem do latim “mittere” enviar e “missus” enviado, portanto, o missionário é um mensageiro com uma incumbência, tarefa, obrigação, encargo a ser cumprido. Logo, ser missionário não é um privilégio que a Igreja oferece a alguém, mas é sua própria razão de ser. Missão é uma resposta que damos a Deus. Sendo assim, podemos dizer que Madre Rita deu uma resposta a Deus quando incentivou suas irmãs a partirem para terras estrangeiras dizendo: “Ide, minhas filhas, sede observantes e fiéis a Deus e Ele será convosco” (Aut. 244).
Ao longo de 90 anos de história do Instituo as irmãs Portuguesas sentiram mais uma vez esse espírito missionário de nossa fundadora e partiram para terras Africanas, exatamente em Angola. Aqui se instalaram e graças a entrega e doação a missão e a fidelidade ao Carisma e Espiritualidade do Instituto, hoje temos os frutos significativos que são um grupo de irmãs angolanas e as novas vocações que continuam a florescer.
As irmãs Angolanas dão continuidade a esta missão, trabalhando na educação formal e, além das várias atividades pastorais da Igreja, entre catequese, pastoral vocacional, grupos de jovens, trabalham de modo particular com a Família Jesus Maria José, grupo de leigos adultos, jovens e crianças (amiguinhos de Madre Rita) que, junto com as irmãs buscam vivenciar o Carisma e Espiritualidade da Sagrada Família.
Em 2012 comemoramos 42 anos de presença em Angola, contamos com 21 irmãs, 4 comunidades: duas em Luanda, uma em Sumbe e uma em N’daltando. As irmãs Angolanas, hoje, alicerçadas no Carisma e Missão do Instituto, também doam as suas vidas ao serviço missionário ad gentes. Das 21 irmãs angolanas, três estão no Brasil, duas em Portugal, duas em Cabo Verde e três em Moçambique.
A Irmã Jesus Maria José, a exemplo da fundadora Rita Amada de Jesus, busca estar no lugar onde o povo de Deus clama.
Nesse ano em que o Instituto comemora 100 anos de presença no Brasil, nos unimos a cada irmã brasileira na alegria e doação ao Carisma e Espiritualidade deixados por Rita Amada de Jesus.
Agradecemos a Deus por toda missão realizada ao longo dos 100 anos e peçamos as bênçãos e graças de Jesus Maria José e nossa Bem Aventurada Rita Amada de Jesus para que possamos dar continuidade a obra iniciada com tanto sacrifício.
Te conheci ,te consagrei ,te enviei…
Esse foi o lema que sempre me impulsionou na caminhada, porém nunca parei para pensar no grande desafio da missão ad gentes, até ser convidada para tal.






Com 15 anos de Consagração me encontro em Angola há dois anos e oito meses e posso dizer que, hoje, consigo compreender melhor a dimensão das palavras do profeta Isaías quando disse: “Assim veio a mim a palavra do SENHOR, dizendo: Antes de modelar-te no seio de tua mãe, antes de saíres do teu ventre, eu te conhecia, te consagrei; eu faço de ti um profeta para as nações”. (Jr 1,4-5).
Sou brasileira e agradeço a Deus a cada dia pela força, coragem e audácia das irmãs portuguesas que ouvindo o apelo de Deus e as palavras de incentivo da fundadora, não deixaram a Obra morrer, mas a levou para re-nascer em terras brasileiras. É graças a essas mulheres corajosas que eu faço parte dessa história.
Hoje, colaboro com o Instituto na missão em Angola. Estou atualmente como responsável pela Delegação e a cada dia procuro, juntamente com as irmãs Angolanas e Moçambicana e brasileiras, dar continuidade ao legado deixado por Madre Rita, nossa querida fundadora. É difícil não ouvir seu pedido, conselho e envio dado às primeiras irmãs: “Ide, minhas filhas, sede observantes e fiéis a Deus e Ele será convosco” (Aut. 244).
Se hoje temos uma Delegação jovem que está crescendo a cada dia, pois na casa de formação (postulantado e noviciado) estão jovens angolanas e moçambicanas, é fruto dos esforços das primeiras irmãs que chegaram aqui e doaram suas vidas pela causa do Reino no Instituto.
Estamos fisicamente longe, porém, unidas pelo mesmo ideal e nesse momento histórico do Instituto, estamos com coração vibrando de alegria com cada Irmã por esses 100 anos de história, “fundamentado na rocha da Palavra de Deus”. (DA 2007 nº 146).
Vale lembrar as palavras de Bento XVI em seu discurso inaugural na V Conferência em Aparecida: “O (a) discípulo (a) fundamentado na rocha da Palavra de Deus, sente-se impulsionado (a) a levar a Boa Nova da Salvação aos irmãos (as): quando o discípulo está enamorado (a) de Cristo, não pode deixar de anunciar ao mundo que só Ele salva” (DA 2007 nº 146).
Desejo que cada Irmã Jesus Maria José, de modo particular às irmãs do Governo Geral, que tem a missão de estar a frente dessa Obra ajudando e orientando cada irmã, para que sintam-se “enamorada de Cristo”, pois só assim a missão será frutuosa.

Ir. Magna Aparecida de Sousa, jmj



Algumas de nossas Atividades em Angola

No result...

Please publish modules in offcanvas position.

Free Joomla templates by L.THEME